Telefone
(49) 3567-0424
"Eu devo estar certo. Nunca tomei uma aspirina, nunca perdi um dia em minha vida.
O País inteiro, o mundo inteiro deveria fazer meus exercícios. Eles seriam mais felizes".
Joseph Pilates 1965 - aos 86 anos de idade.
História

Joseph Hubertus Pilates nasceu em 1880 na Alemanha, perto de Dusseldorf, em uma pequena vila denominada Mönchengladbach. Seu pai era ginasta e sua mãe naturopata. Durante a infância, sua saúde foi frágil. Sofreu de asma, bronquite, raquitismo e febre reumática.

Na adolescência tornou-se autodidata aprofundando seus conhecimentos em anatomia, física, biologia, fisiologia, estudo do movimento dos animais e da medicina tradicional chinesa. Com cerca de 14 anos havia desenvolvido seu físico a tal ponto que servia de modelo para os desenhos anatômicos.

Sua determinação em fortalecer seu corpo frágil da infância e adolescência acabou por resultar em seu método denominado por ele de contrologia, hoje conhecido por seu sobrenome: PILATES.

Durante uma viagem a Londres quando eclodiu a Primeira Guerra Mundial (1914), foi recluso no campo de concentração de Lancaster, por ser considerado inimigo estrangeiro. Nesse período atuou como enfermeiro e desenvolveu exercícios para manter a si e aos companheiros saudáveis. Usou as camas hospitalares e outros artefatos (cintos, lastros e molas) para fortalecer enfermos que ainda permaneciam deitados nas camas, onde iniciou o desenvolvimento dos primeiros protótipos dos aparelhos hoje conhecidos.

Em 1918 houve uma epidemia do vírus Influenza (gripe espanhola) dizimando milhares de ingleses e nenhum dos internos (enfermos) sob seu treinamento foram infectados. Anos depois, Pilates atribuiu a sobrevivência dos prisioneiros à epidemia a execução dos exercícios, beneficiando sua saúde, embora não existissem comprovações científicas na época.

Finalizada a guerra, retornou à Alemanha, onde continuou a desenvolver seu método, que em primeiro lugar chamou atenção dos membros do mundo da dança, Rudolf Von Laban, que incorporou princípios de Pilates à sua técnica corporal.Também recorreram a ele atletas, inclusive o campeão de boxe dos pesos pesados Max Schmeling. Mas, quando foi convocado pelo governo Guilherme II (rei da Prússia) para treinar a força policial da cidade de Hamburgo,resolveu sair do país e escolheu imigrar para os Estados Unidos.

Em 1926, aos 46 anos, Pilates acompanhou o campeão mundial Schmeling a Nova York, com a promessa do representante do boxeador financiar uma academia naquela cidade. Na viagem de navio de Londres para Nova York, Pilates conheceu a enfermeira Clara. Eles decidiram abrir um estúdio juntos e mais tarde acabaram se casando. Pilates e Clara abriram a academia na Oitava Avenida de Nova York. Chamaram a atenção de bailarinos, acrobatas, artistas, atletas e profissionais da saúde na área da reabilitação. Progressivamente, o método atingiu as pessoas que procuravam melhor qualidade de vida através da prática de exercícios físicos, chegando ao que é hoje: um método de condicionamento físico que une força e flexibilidade, buscando o equilíbrio entre corpo e mente.

Joseph Pilates faleceu em 1967, com 87 anos, em consequência de um incêndio na sua academia. Na tentativa de salvar seus equipamentos, inalou uma quantidade excessiva de gases tóxicos. Clara continuou seu trabalho até 1977, quando veio a falecer.

Ref Bib.:
O Corpo Pilates: um guia para o fortalecimento, alongamento e tonificação sem o uso de máquinas / Brooke Siler (tradução Angela Santos) Ð São Paulo: Summus, 2008.
Site: www.abpilates.com.br

Rua Maria Deomar da Costa Neves, 97, Ed Liverpool Office - sala 203 
Centro - Caçador - CEP: 89500-000
(49) 9913-2181